O Epicuro de Clemente de Alexandria e o conceito de Filosofia

Fernando Rocha Sapaterro

Resumo


O artigo tem a função de mostrar o emprego dos textos de Epicuro nos escritos de Clemente de Alexandria, discutindo três possíveis teses acerca disso. O uso de Epicuro denota uma filosofia pensada de maneira particular por parte do Alexandrino, e corrobora a hipótese de que é essa visão da filosofia que o faz um grande doxógrafo da antiguidade. Indiretamente, Clemente confirma a filosofia de Epicuro diante da carência de fontes de sua filosofia.


Palavras-chave


Clemente de Alexandria; Epicuro; Ecletismo; Doxografia

Texto completo:

PDF

Referências


JOURDAN, Fabienne. Orphée et les Chrétiens. Paris: Les Belles Lettres, 2011 (t.1: Orphée, du repoussoir au préfigurateur du Christ; t.2: Pourquoi Orphée?).

GIGANDET, A; MOREL, P.-M. Lire Épicure et les épicuriens. Paris: PUF, 2007.

HÄGG, Henry Fiskå. Clement of Alexandria and the beginnings of Christian apophaticism. Oxford: Oxford University Press, 2006. (Oxford Early Christian Studies).

LILLA, Salvatore R. C. Clement of Alexandria: a study in christian platonism and gnosticism. Eugene, Oregon: Wipf & Stock, 2005.

MÉHAT, A. Études sur les Stromates de Clément d’Alexandrie. Paris: Seuil, 1966.

OSBORN. Clement of Alexandria. Cambridge: Cambridge University Press, 2005.

DESSÌ, Antonino. Elementi Epicurei in Clemente Alessandrino - alcune considerazioni, Athenaeum, n. 70. Pavia, 1982, pp. 402-435.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.