Sobre Os Benefícios, livro segundo

George Felipe Bernardes Barbosa Borges, Brenner Brunetto Oliveira Silveira

Resumo


Esta tradução do latim para o português traz as trinta e cinco seções do Livro II da obra Sobre os Benefícios (De beneficiis) de Lúcio Aneu Sêneca, escrita por volta de 59 e 62 d.C. Sêneca dedica a primeira parte do livro para finalizar os assuntos tratados no livro primeiro (o modo como devemos conceder os benefícios) e introduz um tema complementar (o modo como devemos receber os benefícios), adentrando assim no assunto da gratidão e da ingratidão.


Palavras-chave


Sêneca; Benefícios; Estoicismo

Texto completo:

PDF

Referências


Referências

ANNALES, Somerville, Tufts University. Disponível em: . Acesso em: 24 de setembro de 2019.

ARISTÓTELES. Ética a Nicômamo. Trad. António de Castro Caiero. São Paulo: Editora Atlas S.A, 2009.

ARISTÓTELES. Generation of Animals. Trad: A. L. Peck. Loeb Classical Library. Cambridge: Harvard University Press, 1942.

ARISTÓTELES. On the Soul. Parva Naturalia. On Breath. Trad. W. S. Hett. Loeb Classical Library. Cambridge: Harvard University Press, 1957.

ATTIC NIGHTS, Somerville, Tufts University. Disponível em: . Acesso em: 31 de agosto de 2019.

BIBLIOTHECA HISTORICA, BOOKS I-V, Somerville, Tufts University. Disponível em:

. Acesso em: 08 de dezembro de 2019.

BORGES, G. F. B. B. O olhar de Sêneca sobre o debate contemporâneo entre as éticas do dever e da virtude. Revista Inquietude, Goiânia, v. 10, n. 1, p. 24-41, 1º semestre, 2019.

BROUGHTON, Robert. The Magistrates of the Roman Republic, Volume I, 509 B.C. - 100 B.C.. Nova Iorque: The American Philological Association, 1951.

CÍCERO, Marco Túlio. Dos Deveres. Trad. Carlos H. Gomes. Lisboa: Edições 70, 2000.

DE BENEFICIIS, Somerville, Tufts University. Disponível em: . Acesso em: 12 de julho de 2019.

DESMOND, William D. The Greek Praise of Poverty: Origins of Ancient Cynicism. Notre Dame, Indiana: University of Notre Dame, 2006.

GAIA, Deivid Valério. Profissionais das finanças na Antiguidade romana: os faeneratores no final da República e no início do Império. História Unisinos, São Leopoldo, v. 22,

n. 4, p. 651-660, nov/dez, 2018.

GOULET-CAZÉ, Marie-Odile; BRANHAM, Richard Bracht. (orgs). Os cínicos: o movimento cínico na Antiguidade e o seu legado. São Paulo: Edições Loyola, 2007.

GOULET-CAZÉ, Marie-Odile. Religião e os primeiros cínicos. In: GOULET-CAZÉ, Marie-Odile; BRANHAM, Richard Bracht. (orgs). Os cínicos: o movimento cínico na Antiguidade e o seu legado. São Paulo: Edições Loyola, 2007, p. 59 – 93.

GREATEST OF ALL TIME, Peter T. Struck. LAPHAM’S NEWSLETTER. Disponível em:

. Acesso em: 11 de novembro de 2019.

GREEN, Vivian. A loucura dos reis: Histórias de poder e destruição, de Calígula a Saddan Hussein. Trad. Maria Luiza X. de A. Borges. Rio de Janeiro: Ediouro, 2006

HOOFT, Stan Van. Ética da Virtude. Trad: Fábio Creder. Petrópolis: Editora Vozes, 2006.

INWOOD, Brad. Reading Seneca. Nova Iorque: Oxford University Press, 2005.

LAÉRTIOS, Diógenes. Vidas e doutrinas dos filósofos ilustres. Trad. Mário G. Kury. Brasília: Editora UnB, 2008.

LONG, A. A. Stoic Studies. Berkeley, Los Angeles, London: University of California Press, 1996.

NENOVA, Stella. Sport In Antiquity: Ancient Greek And Roman Ball Games, 2016. Disponível em: . Acesso em: 03 de setembro de 2019.

POHLENZ, Max. La Stoa: Storia di un movimento spirituale, volume secundo. Trad. Ottone de Gregorio. Firenze: La Nueva Italia Editrice, 1967.

REALE & ANTISERI, Giovanni & Dario, D. História da Filosofia – vol 1. São Paulo: Paulus, 2003.

REARDON, Gail. Ignoble robbers: bandits and pirates in the Roman World. 1997. 256 f. Tese (Doutorado em Filosofia) - University of Tasmania, Hobart, 1997.

REGUM ET IMPERATORUM APOPHTEGMATA, Frank Cole Babbit (ed). Somerville, Tufts University. Disponível em: . Acesso em: 30 de agosto de 2019.

REGUM ET IMPERATORUM APOPHTEGMATA, William W. Goodwin (ed). Somerville, Tufts University. Disponível em: . Acesso em: 30 de agosto de 2019.

SAMPAIO, Rodrigo de Lima Vaz. A capacidade patrimonial na família romana: peculia e patria. R. Fac. Dir. Univ. São Paulo, São Paulo, v. 106/107, p. 85-107, dez/jan, 2011/2012.

SÊNECA, Lúcio Aneu Sêneca: Sobre os Benefícios, Livro Primeiro. Trad. George Felipe Bernardes Barbosa Borges e Brenner Brunetto Oliveira Silveira. Revista Hypnos, São Paulo,

v. 42, p. 114-154, 1º semestre, 2019.

SÊNECA. Cartas a Lucílio. Trad. J.A. Segurado e Campos. Lisboa: Caloste Gulbenkian, 2009.

SENECA. Los Beneficios. Trad. Cristobal Rodriguez. Buenos Aires: Editorial Tor, 1962.

SENECA. Los Beneficios. Trad. Fernández Navarrete. Murcia: Universidad de Murcia, 2006.

SENECA. Moral Essays: volume 3. Trad. John Basore. London: Heineimann, 1935.

SENECA. On Benefits. Trad. Aubrey Stewart. London: Forgotten Books, 2016. SÊNECA. Sobre a ira/ Sobre a tranquilidade da alma. Trad. José E.S. Lohner. São Paulo: Penguin Companhia, 2014.

SPINELLI, Priscilla, T. A prudência na Ética Nicomaquéia de Aristóteles. São Leopoldo: Editora Unisinos, 2007.

SYRUS, P. The Moral Sayings of Publius Syrus, a Roman Slave: From the Latin. Trad. D. Lyman. Barnard and Company, 2014.

THE LAW DICTIONARY. Chirographum, 2011. Disponível em: < https://thelawdictionary.org/chirographum/>. Acesso em: 08 de outubro de 2019.

TORRINHA, Francisco. Dicionário Latino Português. Porto: Gráficos Reunidos, LDA., 1942.

VEYNE, Paul Marie. Sêneca e o estoicismo. Trad. André Telles. São Paulo: Três Estrelas, 2015.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.