Hípias Menor: pedagogia platônica, Homero e intelectualismo

Pedro Luz Baratieri

Resumo


O texto demonstra as falácias que Sócrates utiliza no Hípias Menor, bem como por que razão ele o faz. Depois de mostrar a falácia na passagem inválida de capacidades para disposições morais, a “mentira” sobre os comportamentos de Aquiles e de Odisseu e o uso de uma falsa analogia, o artigo explica por que Sócrates e Platão fazem isso. Em seguida, extrai dessa leitura três grandes lições do Hípias Menor: a primeira diz respeito a um aspecto do método pedagógico de Platão, a segunda gira em torno da relevância de Homero para os Diálogos, enquanto a última aponta para o problema do intelectualismo. Lidando com esse último ponto, o texto termina conectando o Hípias Menor ao Íon


Palavras-chave


Platão; Hípias; Homero; Intelectualismo

Texto completo:

PDF

Referências


ALTMAN, William H. F. The Reading Order of Plato's Dialogues. In: Phoenix, Vol. 64, No. 1/2 (Spring-Summer/printemps-été 2010), pp. 18-51.

________________. Coming Home to the Iliad. In: https://www.academia.edu/6804950/Coming_Home_to_the_Iliad. 2011.

________. Plato the Teacher: The Crisis of Republic. Lanham, Maryland: Lexington Books, 2012.

ARAÚJO, Carolina. O poder do falso no Hípias Menor de Platão. Rio de Janeiro: Kléos, 2005/06.

ARISTÓTELES. Ética a Nicômaco. In: Os Pensadores. São Paulo: Nova Cultura, 1996.

_____________. Metafísica. Trad. de Giovanni Reale. São Paulo: Loyola, 2002.

ARIETI, James A. Achilles' Guilt. In: The Classical Journal, Vol. 80, No. 3 (Feb. - Mar., 1985), pp. 193-203.

BLOOM, Allan. An interpretation of Plato`s Ion. In: The Roots of Political Philosophy: ten forgotten socratic dialogues. Ithaca and London: Cornell University Press, 1987.

DEUS, Denise Carla de. Uma análise da redução ao absurdo no Hípias Menor de Platão. In: Μετανόια, São João del-Rei, n. 2, p.31-35, jul. 2000.

ENGLER, Maicon. Heidegger, Hölderlin e a fundação poética: superação da metafísica e platonismo. In: Revista Peri de Filosofia, v. 06, n. 1, 2014, p.179-210.

________. Secularização e Praticidade: a Poética de Aristóteles em sua relacão com a teoria da arte grega e com a filosofia do trágico. Tese de doutorado disponível na BU da UFSC. Florianópolis: 2016.

FRONTEROTTA, Francesco. Virtude, engano e conhecimento no Hípias Menor de Platão. Archai, n. 12, jan - jun, p. 89-95.

GOMES, Vanessa Araújo. Hípias Menor de Platão: tradução, estudo e comentário crítico. In: Codex, v. 2, n. 1, 2010, p.137-144.

HOERBER, Robert G. Plato's "Lesser Hippias". In: Phronesis, Vol. 7, No. 2 (1962), pp. 121-131.

HOMERO. Ilíada. Trad. Carlos Alberto Nunes. Rio de Janeiro: Ediouro, 2002.

_________. Odisseia. Trad. Donaldo Schuler. Porto Alegre, RS: P&PM, 2011.

KAHN, C. H. Plato and the Socratic dialogue: the philosophical use of a literary form. Cambridge: Cambridge University Press, 1996.

KLOSKO, G. Plato and The Morality of Fallacy. In: The American Journal of Philology, Vol. 108, No. 4 (Winter, 1987), pp. 612-626.

LAÉRCIO, Diógenes. Vidas e doutrinas dos filósofos ilustres. Trad. Mário G. Kury. Brasília: Editora UNB, 1988.

LAGUNA, T de. The Lesser Hippias. In: The Journal of Philosophy, Psychology and Scientific Methods, Vol. 17, No. 20 (Sep. 23. 1920), pp. 550-556.

LAMPERT, Laurence. Socrates' defense of Polytropic Odysseus: Lying and Wrong-Doing in Plato's "Lesser Hippias". In: The Reviw of Politics, Vol. 64, No. 2 (Spring, 2002), pp.-231-259.

LEAKE, James. Introduction to the Lesser Hippias. In: The Roots of Political Philosophy: ten forgotten socratic dialogues. Ithaca and London: Cornell University Press, 1987.

MULHERN, J. J. ΤΡΟΠΟΣ and ΠΟΛΥΤΡΟΠΙΑ in Plato's "Hippias Minor". In: Phoenix, Vol. 22, No. 4 (Winter, 1968), pp. 283-288.

NUSSBAUM, Martha. A fragilidade da bondade: fortuna e ética na tragédia e na filosofia grega. São Paulo: Martins Fontes, 2009.

PENDER, E. E. Spiritual Pregnancy in Plato`s Symposium. The Classical Quaterly, New Series, Vol. 42, No. 1 (1992), pp. 72-86.

PLATÃO. Platonis Opera, 4 vols. (Org.: John Burnet). Oxford: Clarendon, 2002 (1900).

________. Banquete. Trad. de Carlos Alberto Nunes. Belém: Editora UFPA, 2011.

________. Fedro. Trad. de José Ribeiro Ferreira. Lisboa: Edições 70, 2009.

________. Górgias. Lisboa: Edições 70.

________. Hípias Maior. Trad. de Carlos Alberto Nunes. Belém: Editora UFPA, 2016.

________. Hípias Menor. Trad. de Carlos Alberto Nunes. Belém: Editora UFPA, 2016.

________. Íon. Tradução Cláudio Oliveira. Belo Horizonte: Autêntica Editora, 2011.

________. Protágoras. Trad. Ana da Piedade Elias Pinheiro. Editora Relógio D`Água, 1999.

________. República. Trad. Maria Helena da Rocha Pereira. Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian, 2001.

PUCHEU, Alberto. Platão, Goethe e o Íon. In: PLATÃO. Íon. Belo Horizonte: Autêntica Editora, 2011.

TUCÍDIDES. História da Guerra do Peloponeso. Brasília: Ed. Universidade de Brasília, 1982.

RAMOS, Jovelina. Introdução. In: PLATÃO. Hípias Maior. Hípias Menor. Trad. Carlos Alberto Nunes. Belém: Editora UFPA, 2016.

RYLE, Gilbert. Plato's progress. Cambridge: Cambridge University Press, 1966.

STRAUSS, Leo. Perseguição e a arte de escrever. São Paulo: É Realizações, 2015.

WEISS, Roslyn. Ὁ Ἀγαθός as Ὁ Δυνατός in the Hippias Minor. In: The Classical Qurterly, Vol. 31, No. 2 (1981), pp. 287-304.

VENTURELLI, Silvia. L'IPPIA MINORE DI PLATONE E IL SUO RAPPORTO CON ANTISTENE (S.S.R. V A 187). In: Studi Classici e Orientali, Vol. 61, No. 1 (2015), pp. 77-96.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.